Paredes em Transição

O movimento Paredes em Transição é uma rede de amigos que vivem na cidade de Paredes, no Norte de Portugal, que partilham a preocupação de que a debilitante dependência em combustíveis baratos de que a nossa sociedade e economia padecem – e que não está a receber a devida atenção dos vários governos, que parecem actuar na premissa de que o petróleo barato e abundante continuará por cá em perpetuidade – possa vir a resultar em graves e imprevisíveis problemas de que a tecnologia não conseguirá livrar-nos, e que poderão afectar muito negativamente o nosso futuro e o dos nossos filhos. Saiba mais no menu Projecto.

quarta-feira, 28 de Março de 2012

E foi assim o 2.º Workshop de Apicultura

Algumas imagens do 2.º Workshop de Apicultura com Harald Hafner em Paredes:

A parte teórica, na casa da Quinta da Ameixoeira Torta.

Fumigador em acção. Fumo branco, seco e frio. Apenas um pequeno sopro, criando uma pequna nuvem de fumaça que se mantenha sobre os quadros, para pacificar as abelhas, que associam o fumo a um fogo florestal, enxendo-se de mel.

 
Leitura de um quadro. Haverá postura recente? Alvéolos vagos? A raínha está a trabalhar bem?

O mestre ajuda os formandos na leitura de um quadro.
 
Colocação de uma nova alça para mel.

E os formandos dão os seus primeiros passos com as abelhas.
Colocação da cobertura sobre a alça de mel de uma segunda colmeia.
Entrada das abelhas na colmeia, após a perturbação. Algumas regressa do seu voo de colheita, com as patas carregadas com pólen.
Como caças F14 Tomcat aterrando no convés do porta-aviões...

Esta abelha exibe um comportamento em que liberta o odor indicativo da sua colmeia, para que a identifiquem e deixem entrar. Uma espécie de santo e senha.
A turma do segundo workshop, no Domingo de manhã.

Os formandos dão os seus primeiros passos com as abelhas: retirando os quadros para inspeção.
Leitura de um quadro: a rainha é a abelha mais comprida, que pode ser vista no centro da imagem.

Leitura de um quadro: no centro da imagem, célula de rainha.

No Domingo à tarde, os formandos do 1.º workshop que não tinham tido hipótese de dar os seus primeiros passos com as abelhas, por causa da chuva, tiveram, finalmente, essa oportunidade.
Aqui, o Harald usa quadros vazios, que incentivam a criação de zangãos: um método engenhoso e natural para controlar a  Varroa destructor, um ácaro responsável pela devastação de muitas colmeias.

O método do Harald a funcionar: Alguns exemplares de varroa no favo de criação de zangãos. Em pormenor, varroa na larva de um zangão.

As galinhas chamaram-lhe um figo (e os galos também)!

E contribuem para fechar o círculo e manter a sanidade da colmeia. Nada se perde!
Controlo engenhos da varroa: à tarde, um quadro vazio (para zangãos) que tínhamos colocado na parte da manhã já se encontrava com bastante cera puxada pelas abelhas.

 Ao fim do dia, tirou-se mel de alguns quadros velhos de mel que foram substituídos por cera nova.

Depois dos alvéolos espremidos...
 E a colheita final. Encerramento de um dia fantástico!

2 comentários:

Campista selvagem disse...

bom desta vez fiquei de fora vou continuar a acompanhar por aqui.

MA disse...

Grande dia ;-)