Paredes em Transição

O movimento Paredes em Transição é uma rede de amigos que vivem na cidade de Paredes, no Norte de Portugal, que partilham a preocupação de que a debilitante dependência em combustíveis baratos de que a nossa sociedade e economia padecem – e que não está a receber a devida atenção dos vários governos, que parecem actuar na premissa de que o petróleo barato e abundante continuará por cá em perpetuidade – possa vir a resultar em graves e imprevisíveis problemas de que a tecnologia não conseguirá livrar-nos, e que poderão afectar muito negativamente o nosso futuro e o dos nossos filhos. Saiba mais no menu Projecto.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Ecomorfose

Nesta época em que diariamente aparecem milhentos novos projectos na Internet, confesso que poucos me cativaram como este que aqui partilho convosco.

O Ecomorfose - é assim que se intitula - encantou-me pela sua filosofia, pela simplicidade, e pela ausência de proselitismo, muito comum em projectos de activismo ambiental ou social.

Em perfeita sintonia com o conceito de transição, esta página é um registo dos passos que o autor tem tomado no sentido de reduzir a sua pegada ecológica. Como ele diz: "Ecomorfose é a revolução eminente que irá voltar novamente as pessoas para as suas comunidades, para o respeito pela natureza, para a resiliência e sustentabilidade, para a produção local, para a independência de governos e indústrias e para a disponibilidade em ajudar outras pessoas e o ambiente". No fundo, um processo de transição pessoal.



Ecomorfose é obra de Ricardo Marques, presidente do Núcleo do Porto da Quercus, e mais do que um repositório de experiências, é um compromisso do autor de viver de acordo com os princípios em que acredita e advoga, mostrando-nos que não é assim tão difícil nem oneroso reduzirmos a nossa pegada ecológica.

Como diz o Ricardo, "Este é um local de ensaio e partilha de soluções. Não é um regresso ao passado, é usar o que de melhor se fazia, misturar com o melhor que se faz no presente para construir um futuro melhor".

Nas várias secções do site, o Ricardo explica-nos sucintamente como poderemos construir uma sistema solar térmico caseiro para aquecer água, como plantar vegetais na varanda, ou construir um lago que aumentará a biodiversidade de espécies num quintal, por menos de 100 Euros.

Todos somos convidados a participar. A frase "a inércia é uma arma de destruição massiça" faz todo o sentido.

2 comentários:

Xana disse...

Bem giro! Principalmente, adorava fazer um lago!!! Só falta o terreno...
Quanto ao resto... já estou a comer os pêssegos das árvores plantadas no ano passado! São óptimos...

Miguel Ângelo Leal disse...

Vocês podem, perfeitamente, fazer um lago como o que o Ricardo fez. O vosso quintal comporta, perfeitamente, um lago destes. Até podem recrutar o Ricardo para ser o gestor do projecto ;). Depois serão as rãs a patrulhar-vos a horta e a tratar das lesmas e caracóis.