Paredes em Transição

O movimento Paredes em Transição é uma rede de amigos que vivem na cidade de Paredes, no Norte de Portugal, que partilham a preocupação de que a debilitante dependência em combustíveis baratos de que a nossa sociedade e economia padecem – e que não está a receber a devida atenção dos vários governos, que parecem actuar na premissa de que o petróleo barato e abundante continuará por cá em perpetuidade – possa vir a resultar em graves e imprevisíveis problemas de que a tecnologia não conseguirá livrar-nos, e que poderão afectar muito negativamente o nosso futuro e o dos nossos filhos. Saiba mais no menu Projecto.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Portalegre em Transição

Os nossos colegas de Portalegre já têm uma página oficial. Constituíram-se como associação no dia 5 de Janeiro, e no Sábado farão a sua apresentação pública à comunidade.
Poderão escutar a entrevista que o Luís Bello Moraes, um dos fundadores do movimento, deu à rádio Portalegre aqui.
Eis como se apresentam na sua nova página:
A Associação Portalegre em Transição é formada por um grupo de voluntários que pretende promover na cidade de Portalegre, um modelo de resiliência tendo como principais referências o pico de petróleo e as alterações climáticas.
O movimento de transição pretende fortalecer as comunidades, de forma a torná-las menos dependentes do petróleo, dos preços globais dos alimentos, etc, reduzindo a sua pegada ecológica, nomeadamente no que respeita às emissões de dióxido de carbono. Pretende fazer com que cada indivíduo se sinta parte de um meio que funciona de forma integrada e com perfeito sentido de comunidade.
O movimento de Transição encontra-se neste momento a desenvolver-se de uma forma impressionante, quase viral, por todo o mundo, resultando talvez do aumento da consciência dos cidadãos relativamente às problemáticas ambiental e energética da actualidade.
Surgem por todo o lado, existindo já várias no nosso país, organizações que implementam modelos de intervenção nas comunidades locais baseados em conceitos como os já mencionados, sustentabilidade social, económica e ambiental, resiliência de uma comunidade local, etc. Estas associações procuram sensibilizar a população, envolvendo-a nas actividades desenvolvidas, para uma actuação social e ambiental coordenada, pensada, regrada e responsável, com vista à redução significativa das emissões de CO2, da redução da dependência do petróleo e seus derivados, uma utilização responsável e eficiente dos recursos energéticos entre outros.
Foi constituída como Associação sem fins lucrativos em Portalegre a 5 de Janeiro de 2011 (seguir este link para ver os estatutos).



Aqui fica o PROGRAMA DA APRESENTAÇÃO:
16h00: Boas-vindas por parte dos membros do grupo Portalegre em Transição
 • Introdução: "Transition Network" / Iniciativa “Portalegre em Transição”
 • Apresentação da agenda com uma explicação curta de cada um dos items
 16h05: Visionamento da apresentação do Movimento de Transição, por Rob Hopkins, na série de conferências TED talks
 16h25: Apresentação do projecto da Aldeia das Amoreiras. Exemplo de um projecto da rede Transição em Portugal.
 *Pausa para café*
 17h30: Apresentação do projecto Portalegre em Transição
 17h45: Discussão geral, eventos futuros e encerramento



Contacto: portalegremtransicao@gmail.com
http://portalegreemtransicao.org/
Facebook: facebook.com/pages/Portalegre-em-Transicao/140426666015283

3 comentários:

Zé Miguel Gomes disse...

Vai crescendo, crescendo...

JoãoC disse...

E que tal uma visita a Portalegre no sábado? Seria para nós aqui em Portalegre um prazer!

Miguel Ângelo Leal disse...

Olá João! Seria um enorme prazer! É pena não ficar já aqui ao lado... tipo Penafiel!
Prometo que quando organizarem um evento de fim-de-semana completo, estamos aí!